Piracicaba

.: Aulas na escola de Medicina de Piracicaba começam no primeiro semestre de 2018

Data: 09/11/2017

Autor: Fotos: Secretaria Municipal de Saúde

Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (8), em São Paulo, o médico urologista e diretor da Escola de Ciências da Saúde, Marcos Paulo Freire (abaixo), da Universidade Anhembi Morumbi, garantiu que o curso de medicina em Piracicaba inicia no primeiro semestre de 2018 e que, nesta primeira etapa, o critério de seleção dos alunos será a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“Trata-se de um critério eficiente e democrático, que permite a seleção dos melhores alunos”, observou Paulo Freire. Disse também que 10% das vagas, das 75 disponíveis, serão reservadas a alunos cuja renda familiar não ultrapasse R$ 1.500. “São 8 vagas destinadas a estudantes carentes, que morem na cidade e região. Terão bolsa de 100%, o que permitirá ampliar as possibilidades de estudos de medicina a todos os interessados, indiscriminadamente”, enfatizou.

Participou da coletiva um grupo de jornalistas de Piracicaba e de São José dos Campos – onde também está sendo implantada uma unidade da instituição, voltada às ciências da saúde –, a convite da Anhembi Morumbi. O objetivo do encontro foi apresentar a estrutura do curso de medicina que está sendo instalado nas duas cidades. “Tudo o que vocês estão vendo aqui também terá em Piracicaba”, garantiu Paulo Feire.

Ele explicou também as vantagens da escola para o setor de saúde de Piracicaba. “Fizemos um casamento sem volta com a cidade, mas acreditamos muito no projeto definido pelo Programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde, graças ao qual essa expansão da rede de escolas de medicina pelo país está se dando”. A parceria com a Secretaria de Saúde permitirá que os alunos da faculdade, especialmente da Residência Médica, que será implantada pela Anhembi Morumbi, façam estágios na rede de saúde pública da cidade, o que envolve Atenção Básica, especialidades e hospitais credenciados SUS.

Além da Residência Médica, o ponto forte dessa relação será a transferência de toda a receita bruta da instituição para o município, seja em forma de bolsas de estudos para os alunos residentes da cidade, melhorias e construções de unidades de saúde, treinamento de profissionais e compra de equipamentos. “Isso permitirá ganho exponencial para a saúde de Piracicaba”, disse Pulo Freire. Segundo ele, é muito importante que a Anhembi Morumbi tenha o seu selo em uma instituição de ensino local, “mas será, antes de tudo, uma escola de Piracicaba, voltada às necessidades da cidade, com professores que atuam na rede pública do município”, enfatizou.

O aspecto que chama atenção no projeto educacional é o Centro de Treinamento e Simulação, cuja chegada no Brasil da tecnologia contou com o pioneirismo da Anhembi Morumbi. A estrutura a ser implantada em Piracicaba é composta por 5 consultórios para simulação de realidades hospitalares, onde os estudantes simulam reações complexas do corpo humano; 2 salas avançadas de simulação com robôs de última geração. Ambos ambientes, monitorados por câmeras, audios e vidor unidirecional, permitem que professores acompanhem as aulas de fora para avaliar desempenho dos alunos, sem interferência.

Há ainda um hospital com 8 leitos, para simular a rotina profissional e o atendimento fictício de robôs adultos, gestantes, crianças e bebês; salas de habilidades para treinar procedimentos; auditório e sala de debriefing, na qual professores e alunos revisam as simulações realizadas e avaliam desempenho em conjunto. “O uso de robôs e tecnologias de imagem no estudo da medicina é uma tendência mundial, porque permite aos alunos simular a realidade viva e não morta, que é o interessante. Na sequência, estarão preparados para atividades práticas com seres humanos vivos, já com toda bagagem prática/teórica desenvolvidas nos laboratórios”.

Ana Paula Quilici (acima), gerente acadêmica, ciceroneou a equipe de imprensa pelas salas de simulação e apresentou toda a metodologia de ensino com essa nova tecnologia. “É um estudo de imersão, como se fossem pacientes de verdade. Nós conversamos afetuosamente com eles e eles nos apresentam seus problemas, se estão melhores com o tratamento que estão recebendo ou não, tudo coordenado por professores com grande experiência prática. Eles choram, transpiram, se emocionam, como se fosse uma situação real”, salientou.

NOVOS CURSOS – Paulo Freire explicou que, após o início do curso de medicina, entre março e abril de 2018, a Anhembi Morumbi dará sequência a novos protocolos junto ao Ministério da Educação (MEC), solicitando a habilitação para Piracicaba de outros cursos em ciências da saúde, como Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Biomedicina e Farmácia. “O prédio da escola de medicina de Piracicaba deve ficar pronto até dezembro. No início do ano que vem vamos receber técnicos do MEC, que deve avaliar e aprovar a estrutura. Vencida essa primeira etapa, após o início das aulas na escola, daremos entrada para a implantação de novos cursos, que podem ter início ainda no segundo semestre de 2018, compondo assim a Escola de Ciência da Saúde”, finalizou.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

X

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente





8 - 8

X

Enviar e-mail para amigo!

O link da notícia será enviado automaticamente





8 - 8

Logo comemorativo Racismo é Crime Resultados de Exames
Campanha Sinal Aberto pra vida
Webmail
Contato Prefeitura: Tel. (19) 3403-1000
Rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2233 - Chácara Nazareth - Piracicaba/SP
2017 - Todos os direitos reservados | Prefeitura de Piracicaba
Desenvolvimento Imagenet