Piracicaba

.: Cão-guia é tema de encontro na Avistar

Data: 07/02/2019

Autor: Texto e fotos: Sabrina Rodrigues Bologna: 31076

Equipe do Instituto explicando todo o procedimento de treinamento e formação do cachorro e a importância de regras e vínculos para usufruir dos serviços de um cão-guia

Piracicaba, 07 de fevereiro de 2019 – A  Associação de Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual de Piracicaba (Avistar) recebeu na última quarta-feira (6) pela manhã, na sede da entidade, a equipe do Instituto Magnus  para explanar sobre cães-guia para os usuários do Serviço de Habilitação e Reabilitação para Pessoas com Deficiência Visual.

George Harisson, treinador e formador de cães-guia e representante do Instituto Magnus, falou à platéia, formada por deficientes visuais e suas famílias sobre a formação e treinamento de cães e esclareceu ao público informações de como ter um cão-guia; quais os requisitos para se candidatar à doação de um cão-guia; como é o treinamento do animal para a função, entre outras curiosidades e informações importante para ter um animal como parceiro para uma vida mais autônoma para os deficientes visuais.

Usuária da Avistar, acompanhada de Eliete Nunes, titular da Smads, Lúcia Santini, diretora do Departamento de Proteção Social Especial da Smads e Reinaldo Cancelliero, presidente da Avistar, prestigiando a palestra

A equipe do Instituto veio à Piracicaba depois que funcionários e direção da Avistar foram à Salto de Pirapora, cidade da região de Sorocaba, conhecer o Instituto, criado em 2016 e que tem como missão treinar e formar cães-guia, que depois de formados são doados aos inscritos numa lista. Ronaldo Cancelliero, presidente da Avistar explicou que depois da visita, a equipe da Avistar achou importante trazer representantes do Instituto para explicar todo o processo para os seus frequentadores  sobre doação de um cão guia, qual o significado de ter um e como deve ser a relação do usuário e seu cachorro.

Harrison iniciou a palestra lembrando que a história do cão-guia com o usuário que receberá o cão é um “casamento arranjado”. Por isso, a equipe do Instituto faz um trabalho intenso. O treinamento e formação do animal dura ao menos dois anos. Ele começa com a seleção dos cães mais aptos da ninhada para a função. Depois de selecionados, os cães são entregues a famílias socializadoras que ficam com o ele por um ano socializando-o para o passo posterior, que é a volta ao instituto para o treinamento. Quando o cão está pronto a ser doado para ser um parceiro deficiente visual, há a seleção dos inscritos. Após selecionado, funcionários do Instituto vão conhecer o candidato, sua casa, seus trajetos, sua rotina para saber se o usuário também está apto a ter o cão. Mais esta etapa vencida é a hora do usuário ir para o Instituto para aprender a lidar com o cão e depois mais uma temporada com o cão, só que agora já na sua casa, para que o animal aprenda os trajetos do usuário. Tudo isso monitorado pela equipe do Magnus.

Para ser um candidato a um cão-guia é fundamental a pessoa ser maior de idade e ter mapa mental (saber se guiar com muleta), ou seja, saber dar comandos para o cachorro para poder se locomover pelas suas rotas. Além disso, a pessoa tem que ter condições de alimentar o cão e financiar suporte veterinário. Harisson frisou que o cão-guia é interessante para que as pessoas deficientes visuais tenham autonomia, mas requer uma relação de fidelidade com o bicho, uma relação de mão-dupla. É o usuário quem deve alimentá-lo, fazer carinho, levar no banheiro. O instrutor explicou que algumas pessoas que são candidatas, quando sabem do vínculo fundamental que deve existir entre o usuário e cão para que ele possa executar corretamente sua função, desistem dele.

Eliete Nunes e Wander Viana Santos, que pleiteia um cão e gostou da palestra

Wander Viana Santos, usuário da Avistar, gostou do encontro. “Eu acho muito importante esse Instituto, que foi inaugurado faz pouco tempo e que vem suprir uma necessidade que tem no Brasil, que é ter centro de treinamento de cães-guia. O Brasil tem muitos deficientes visuais e pouquíssimos cães-guia. Eles vêm suprir esta necessidade, principalmente por estarem fazendo um trabalho no interior. Já são poucos cães no Brasil e eles estão concentrados nas capitais. Então eu acho ótimo, porque inclusive sou um pleiteante. Acho que a Avistar acertou em trazer a equipe, principalmente se tornando pauta da imprensa, porque joga luz sobre a importância do cão-guia para um deficiente visual tanto quanto uma prótese é para um deficiente físico.”

O Serviço de Habilitação e Reabilitação para Pessoas com Deficiência Visual atende cerca de 50 deficientes visuais e suas famílias. É desenvolvido em parceria da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) com a Avistar. Entre os objetivos do serviço estão a promoção da autonomia e a melhoria da qualidade de vida de pessoas com deficiência visual, seus cuidadores e suas famílias; prevenção da segregação dos usuários do serviço, assegurando o direito à convivência familiar e comunitária; promoção de acessos a benefícios, programas de transferência de renda e outros serviços socioassistenciais, das demais políticas públicas setoriais e do Sistema de Garantia de Direitos; promoção de apoio às famílias na tarefa de cuidar, diminuindo a sua sobrecarga de trabalho e utilizando meios de comunicar e cuidar que visem à autonomia dos envolvidos e não somente cuidados de manutenção.

Para saber mais sobre o Instituto Magnus e seu trabalho, acesse: www.institutomagnus.org

 

Centro de Comunicação Social

Sabrina Rodrigues Bologna: 31076

X

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente





6 - 6

X

Enviar e-mail para amigo!

O link da notícia será enviado automaticamente





6 - 6

Plano diretor Racismo é Crime Resultados de Exames
Vamos de Van
Webmail
Contato Prefeitura: Tel. (19) 3403-1000
Rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2233 - Chácara Nazareth - Piracicaba/SP
2019 - Todos os direitos reservados | Prefeitura de Piracicaba
Desenvolvimento Imagenet