Piracicaba

.: Conselho Consultivo da Estação Ecológica de Ibicatu toma posse

Data: 21/12/2018

Autor: Sonia Leite/Fotos: Sedema

Em reunião realizada na última terça-feira (18), às 14h, no Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, no bairro Floresta, tomou posse o Conselho Gestor da Estação Ecológica de Ibicatu. A gestão da unidade está sob responsabilidade da Fundação Florestal, entidade da administração pública indireta, vinculada à Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. A reunião foi presidida pelo gestor na unidade, Antônio Álvaro Buso Júnior. O Conselho Gestor é composto por Poder Público e Sociedade Civil.

Além da posse dos conselheiros, durante a reunião foram estabelecidas as principais metas de trabalho do Conselho Gestor para 2019, sendo que entre as principais estão: a elaboração do Regimento Interno do Conselho Gestor e do Plano de Manejo da Unidade - documento que estabelece as normas, restrições para o uso, ações a serem desenvolvidas e manejo dos recursos naturais da UC, seu entorno e, quando for o caso, os corredores ecológicos a ela associados, podendo também incluir a implantação de estruturas físicas dentro da UC, visando minimizar os impactos negativos sobre a UC, garantir a manutenção dos processos ecológicos e prevenir a simplificação dos sistemas naturais.

Estação Ecológica de Ibicatu tem área de 76,40 hectares

Estação Ecológica de Ibicatu – É uma unidade de conservação de proteção integral situada no município de Piracicaba, com área de 76,40 hectares, cujo objetivo é a proteção ao ambiente natural, a realização de pesquisas básicas e aplicadas e o desenvolvimento de programas de educação conservacionistas. Situa-se na região centro-oeste de Piracicaba e apresenta “altitudes entre 540-580m, próxima à linha de interflúvios que dividem as águas destinadas aos rios Piracicaba e Tietê”. O Bioma é Mata Atlântica (Floresta Estacional Semidecidual). A área possui um patrimônio natural de valor inestimável por possuir uma paisagem cênica impar, representada por majestosos exemplares de jequitibás (Cariniana legalis), remanescentes da Floresta Estacional Semidecidual do interior do Estado, e outras espécies como a carrapateira (Metrodorea nigra), a laranjeira-do-mato (Actinostemon concolor), o guarantã (Esombeckia leiocarpa) e a peroba-rosa (Aspidosperma polyneuron). Tem ainda grande importância para a regularização climática, para manutenção dos recursos hídricos, para a estabilidade do solo, para abrigo e alimentação da fauna e como fonte de diversos recursos vegetais da região.

Por ser uma unidade de conservação do grupo de Proteção Integral, tendo sido categorizada como Estação Ecológica, somente são permitidas pesquisas científicas e a visitação pública, via de regra, é proibida, permitindo-se somente quando com objetivos educacionais e de acordo com o que dispuser o Plano de Manejo, nos termos do art. 9º, §2º da Lei Federal nº 9.985/00 (SNUC).

Bioma da Estação de Ibicatu é Mata Atlântica (Floresta Estacional Semidecidual)

Conselheiros

Poder Público:

- Pela Fundação para a Conservação e a Produção Florestal do Estado de São Paulo: Antônio Álvaro Buso Júnior - titular, e João Marcelo Elias - suplente;

- Pelo Município de Piracicaba - Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente: Giovanni Batista Campos titular, e Antônio Salvador Castello - suplente;

- Pela Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento - Coordenadoria de Assistência Técnica Integral - CATI: Sabrina Talitha Bakker – titular, e Ângelo Cesar Bosqueiro - suplente;

- Pela Universidade de São Paulo - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” - ESALQ: Flavio Bertin Gandara Mendes - titular, e Ricardo Ribeiro Rodrigues - suplente;

Sociedade Civil:

- Pela Pira 21 Piracicaba Realizando o Futuro: Ely Eser Barreto Cesar - titular, e pela Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico, Paulo Busato - suplente;

- Pela Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba - AFOCAPI: Rodrigo Cristofoletti - titular, e José Rodolfo Penatti - como suplente;

- Pelo Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar de Piracicaba e Saltinho: Aparecida de Jesus Pino Camargo - titular, e Aparecida Lurdes Pino - suplente; e

- Pela Cooperativa dos Produtores de Milhos de Piracicaba e Região - COPIMAYS: Noedir Pereira Granja - titular, e Pedro Ildeberto Polizel - como suplente.

X

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente





9 + 1

X

Enviar e-mail para amigo!

O link da notícia será enviado automaticamente





9 + 1

Plano diretor Racismo é Crime Resultados de Exames
Vamos de Van
Webmail
Contato Prefeitura: Tel. (19) 3403-1000
Rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2233 - Chácara Nazareth - Piracicaba/SP
2019 - Todos os direitos reservados | Prefeitura de Piracicaba
Desenvolvimento Imagenet