Piracicaba

.: Defesa Civil e Sedema retiram 80 toneladas de entulho de córregos

Data: 18/02/2020

Autor: Marcelo Rocha/Fotos: Divulgação

Desde o início do ano, mais de 80 toneladas de entulho e lixo foram retiradas pela Prefeitura de Piracicaba de dentro de corrégos da cidade. A mais recente limpeza desse tipo de manancial - que é feita de maneira conjunta pela Defesa Civil e Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) - foi a desobstrução de um trecho do córrego do Cavalinho, no bairro Nhô Quim, no início deste mês.
A execução do serviço vai evitar o alagamento de vias vizinhas - como as ruas José Bruzantim e Ana Nery - e transtornos à população local. Do córrego do Cavalinho foram retirados troncos, pneus, materiais diversos e entulho, que estavam obstruindo a passagem da água por uma galeria, consequentemente causando o transbordamento do córrego.
“Mas desde o início do ano também já limpamos dois pontos do córrego da Colônia (na região da comunidade do Monte Cristo e no trecho da Travessa Liberdade), o córrego do Itapuã (na avenida Pedro Habechian) e o córrego do Jaraguá”, relata Odair Mello, secretário executivo da Defesa Civil.
Nessas ações, houve a necessidade da utilização de oito a dez caminhões truck - em cada córrego - para a retirada do material descartado. “Estamos falando de cerca de 80 toneladas de entulho, pneus, sofá, móveis de cozinha e outras coisas que infelizmente vão parar nos córregos e ribeirões”, observou Odair.
Paralelamante à desobstrução do leito de córregos e ribeirões, o Setor de Resíduos Sólidos da Sedema também realiza a limpeza das margens de cursos d'água. Somente em janeiro, houve a retirada de 207 toneladas de entulhos das áreas verdes do ribeirão Piracicamirim - nos bairros Maracanã, Itaberá e Alvorada, do córrego entre as avenidas Itararé e Jaú e do córrego na região da avenida Thales de Andrade.

Defesa Civil e Sedema retiram madeira, lixo e toda variedade de entulho jogados nos córregos

LIMPEZA ARTICULADA - O trabalho de limpeza de córregos e ribeirões da cidade é coordenado pela Defesa Civil, que articula a execução dos serviços em conjunto com outras pastas, como a Secretaria Municipal de Obras (Semob), a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema) e o Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae).
“Córregos e ribeirões geralmente possuem manilhas que, de tempos em tempos, ficam entupidas com madeiras, restos de materiais e entulhos descartados de maneira irregular, além de galhos, troncos e vegetação que são arrastados pela água em dias de chuvas”, disse Odair.
Essa 'faxina' em cursos d'água também acontece regularmente em locais como o córrego do Santa Rosa, córrego do Lago Azul, córrego da Noiva da Colina, córrego do Jaú (na Portelinha), córrego do Enxofre (região do Bongue), no córrego das Ondas e no ribeirão Piracicamirim, entre outros, listou Odair.

 

 

X

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente





10 - 8

X

Enviar e-mail para amigo!

O link da notícia será enviado automaticamente





10 - 8

Plano diretor Racismo é Crime Multas - Consulta e Parcelamento Resultados de Exames Edital FAC 2020 - Música e Artes Cênicas
Ficar informado sobre Pira ficou ainda mais fácil Semuttran
Webmail
Contato Prefeitura: Tel. (19) 3403-1000
Rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2233 - Chácara Nazareth - Piracicaba/SP
2020 - Todos os direitos reservados | Prefeitura de Piracicaba
Desenvolvimento Imagenet