Piracicaba

.: Em cinco anos, número de MEIs cresce 290% em Piracicaba

Data: 12/09/2017

Autor: João J. Souza/Foto: Justino Lucente

Entre 2012 e 2017, o número de Microempreendedores Individuais (MEIs) cresceu 290% em Piracicaba. De acordo com dados do Portal do Empreendedor, até julho deste ano, a cidade contabilizava 15.717 empreendimentos ativos – há cinco anos, o índice era de 4.020 no sétimo mês do ano.

Apenas entre janeiro de julho deste ano, 1.356 inscrições foram registradas no município. “A maior demanda pelo programa de MEIs está relacionado ao alto índice de desemprego. Sem emprego com carteira assinada, estimulamos os profissionais a empreender”, explica o secretário municipal do Trabalho e Renda, Evandro Evangelista.

Ainda segundo o responsável pela pasta, cabe à Semtre atuar como geradora de renda. “Inclusive, nós apresentamos o MEI e suas vantagens aos profissionais que fazem nossos cursos de qualificação. É uma forma de mostrarmos alternativas para eles que vão além da inserção no mercado de trabalho por meio de carteira assinada”. 

Grande parte dos MEIs ativos na cidade é de cabeleireiro – o segmento responde por 8,9% do total. São 1.411 cadastros, sendo 311 homens e 1.100 mulheres. O comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios é o segundo segmento com maior demanda. Hoje são 1.303 MEIs ativas (8,2% do total). Obras de alvenaria somam 797, o que responde por 5% do total.

Da metalurgia à jardinagem - Metalúrgico aposentado, Djalma Luis de Oliveira, de 53 anos, procurou a Semtre (Secretaria do Trabalho e Renda) no início de 2017 para se tornar um microempreendedor individual na área de jardinagem. “Sempre tive vontade de trabalhar com jardinagem e, quando me aposentei, procurei o Sebrae para entender como poderia me posicionar no mercado de trabalho”, relembra. “Foram eles que me indicaram a Semtre”, acrescenta.

Apesar de já prestar serviço como jardineiro – o profissional atende a pequenas demandas –, Oliveira sonha com muito mais. “Quero atender condomínios e empresas e, para isto, fui buscar qualificação. Termino no fim do ano um curso e espero que depois esteja apto para atender grandes clientes. Tenho buscado me preparar bem para não prestar serviço errado. Afinal, não adianta dar um passo maior do que a perna”, diz.

Natural do Rio Grande do Norte, Oliveira veio para Piracicaba em 1992. Por toda a vida atuou em metalúrgicas. “Apesar de aposentado, não quero ficar em casa. Mesmo porque, a renda de um aposentado é baixa e fora do mercado perdemos benefícios. Por isto, a jardinagem é uma forma de complementar a renda. Estou tendo sorte, pois busquei unir a questão financeira com o prazer”, finaliza.

Djalma Luis de Oliveira, de 53 anos, trocou a vida de aposentado pela jardinagem

 

 

 

Fonte: CCS

X

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente





3 - 2

X

Enviar e-mail para amigo!

O link da notícia será enviado automaticamente





3 - 2

Logo comemorativo Racismo é Crime Resultados de Exames
Campanha Sinal Aberto pra vida
Webmail
Contato Prefeitura: Tel. (19) 3403-1000
Rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2233 - Chácara Nazareth - Piracicaba/SP
2017 - Todos os direitos reservados | Prefeitura de Piracicaba
Desenvolvimento Imagenet