Piracicaba

.: Há 18 anos em Piracicaba, equipes do Samu trabalham para salvar vidas 24 horas por dia

Data: 29/06/2022

Autor: Texto: Felipe Poleti/CCS -- Fotos: Isabela Borghese

Hoje, 29/06, o Samu 192 Piracicaba completa 18 anos de habilitação. Antes de ser Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, desde a década de 1970, era conhecido como Resgate Municipal. Com a evolução do atendimento pré-hospitalar em nível mundial, o Brasil implantou o Samu – vinculado ao Ministério da Saúde. Piracicaba foi um dos primeiros 14 municípios do país a ser habilitado para o serviço que, atualmente, é coordenado pelo médico Thiago Bertollo.

Para a médica do Serviço e superintendente de Urgências da Secretaria Municipal de Saúde, Flávia de Sá Molina, o Samu veio para auxiliar o cidadão que precisa do atendimento de urgência na cidade. "As pessoas tinham problemas em casa ou não tinham como ser transportadas ou socorridas até o hospital. Com o Samu, a situação mudou. Nós conseguimos dar a segunda chance para esse paciente conseguir chegar no hospital com segurança, recebendo os devidos cuidados. Antigamente, muitos pacientes que sofriam acidente de motocicleta ou carro ficavam paraplégicos ou tetraplégicos porque não havia um socorro adequado. É por isso que afirmo, o Samu é um serviço essencial e traz, sim, uma segunda chance para muitas e muitas pessoas", declarou.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência atende, em média, até 3 mil pessoas por mês somente em Piracicaba

Há mais de três décadas no SUS (Sistema Único de Saúde), a coordenadora Administrativa e de Enfermagem do Samu, Maria Cristina Collonese, lembra que no início do Serviço, a equipe de urgência era formada por médico regulador, Tarms (técnico auxiliar de regulação médica), condutores, enfermeiros, técnicos de enfermagem e rádio operador, além da habilitação de quatro viaturas de suporte básico (USB) e um avançado (USA). "Hoje temos seis USB e uma USA, todas praticamente novas, vindas por meio de doação do Ministério da Saúde e aquisição pela Prefeitura. Vale destacar que todas as unidades do Samu têm equipe completa, sendo 24 técnicos de enfermagem, cinco enfermeiros, 29 condutores, dez médicos, quatro rádio operadores e dez Tarms", apontou.

Equipe do Samu é formada por 24 técnicos de enfermagem, cinco enfermeiros, 29 condutores, dez médicos, quatro rádio operadores e dez Tarms

O cérebro do Samu é a Central de Regulação Médica, que tem como objetivo ético garantir os serviços de saúde, zelando pela qualidade e segurança. O médico encarregado pela regulação é amparado por protocolos clínicos para classificar e estratificar as demandas por grau de prioridade e necessidade. Neste sentido, atualmente, o Samu atende em média entre 2,5 mil e 3 mil pessoas por mês somente em Piracicaba. Na região, desde 2015, o Serviço atende 11 municípios da macrorregião, entre eles Águas de São Pedro, Charqueada, Santa Maria da Serra, São Pedro, Saltinho, Rafard e Rio das Pedras. "Esta atuação mostra a importância que temos na Região Metropolitana como referência em saúde. Nesta data, temos que dar os parabéns a todos os envolvidos neste trabalho incansável, realizado 24 horas por dia por mulheres e homens de respeito", reforçou o secretário de Saúde, Filemon Silvano.

Para a médica Flávia de Sá Molina, o Samu veio para dar uma segunda chance ao cidadão que precisa do atendimento urgência na cidade

Comumente chamado de 192 – telefone para o qual deve se ligar em casos de urgência e emergência – o número é o canal de atendimento às urgências, pelo qual os pacientes são avaliados e triados por médicos reguladores para que todas as solicitações sejam atendidas de forma rápida e com o melhor recurso de urgência. "É nesta hora em que se decide sobre a vida do paciente para o envio do suporte adequado da ocorrência para salvar vidas. Além disso, o Samu também pode fazer encaminhamentos aos Bombeiros e à Polícia Militar, por exemplo", completou Cristina Collonese.

Flávia de Sá enalteceu a parceria com outros serviços para que o trabalho do Samu seja realizado com sucesso. "O aniversário é do Samu, mas é importante destacar a parceria com outras entidades e corporações de saúde e segurança que também dão suporte ao nosso trabalho, como a PM, Polícia Civil, Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências, Bombeiros, GCM. Sem o trabalho integrado de todos, o serviço do Samu não teria toda a qualidade que ele tem hoje, por isso, eles também merecem o nosso reconhecimento", lembrou.

Samu 192 Piracicaba completa 18 anos de habilitação atendendo 11 cidades da região

COVID-19 – Todos os serviços de saúde ao redor do mundo foram importantíssimos no combate à pandemia da Covid-19 nos últimos dois anos. Em Piracicaba não foi diferente, principalmente para o Samu que foi o principal meio de suporte aos pacientes graves acometidos pelo novo coronavírus. "Na pandemia, o Samu ficou responsável pelo transporte de pacientes graves, tanto daqueles que estavam em casa e precisavam ir até uma unidade de pronto atendimento ou daquele que estava em uma UPA e precisava ir para um hospital. Trabalhamos incansavelmente para fazer o transporte desses pacientes e podemos dizer que fizemos isso tudo com maestria. O Samu ainda é fundamental nesse trabalho até hoje, salvando muitas vidas", concluiu Flávia de Sá.

Durante a pandemia, Samu foi o principal meio de suporte aos pacientes graves acometidos pela Covid-19

X

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente






X

Enviar e-mail para amigo!

O link da notícia será enviado automaticamente






Desenvolvimento Rural Sustentável Multas - Consulta e Parcelamento Resultados de Exames Editais Cultura
Webmail
Contato Prefeitura: Tel. (19) 3403-1000
Rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2233 - Chácara Nazareth - Piracicaba/SP
2022 - Todos os direitos reservados | Prefeitura de Piracicaba
Desenvolvimento Imagenet