Biblioteca e Misp promovem inclusão por meio da cultura

Autor: Texto: Silvana Duarte Cavicchioli

Com o intuito de promover entretenimento e lazer aos assistidos da ONG CapHIV (Centro de Apoio aos Portadores do Vírus HIV/Aids e Hepatites Virais) e às pessoas em situação de rua, a Biblioteca Pública Municipal Ricardo Ferraz de Arruda Pinto, com apoio do Museu da Imagem e do Som de Piracicaba (Misp), mantidos pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural, realizaram nos dias 20 e 27/06 mais uma apresentação do projeto Cineteca, que exibe filmes nacionais.

O projeto de cinema foi idealizado pela bibliotecária e diretora da Biblioteca, Melysse Martim, em parceria com a coordenadora do projeto Prevenção na Quebrada, Rosângela Pereira de Souza, após uma conversa para pensar quais ações eram viáveis para levar cultura às pessoas que têm limitações de mobilidade e/ou intelectuais, que nem sempre têm possibilidade de acesso por falta de recursos ou oportunidades ou até por não se sentirem incluídos e acolhidos pela sociedade.


Projeto Cineteca, da Semac, exibe filmes nacionais

“Promover essa socialização e intercâmbio entre as pessoas de forma lúdica é recompensador. O projeto é aberto ao público em geral e receber o retorno das pessoas que participam é emocionante”, diz Melysse.

Outros projetos são desenvolvidos na cidade com o intuito de levar informação de utilidade pública e insumos às pessoas tanto nas casas assistenciais quanto em outros locais onde os assistidos costumam ficar. Rosângela calcula que “cerca de 300 pessoas são atendidas por semana, alguns mais de uma vez e outros não são encontrados novamente”.

A ONG CapHIV, presidida por Paulo Henrique Soares, que também é responsável por outros projetos como Capvida e Não Viralize a Ignorância, Conheça!, foi fundada em janeiro de 2011 e tem sede na rua Prudente de Moraes, 783, no centro de Piracicaba, prestando assistência social e de saúde aos internos e residentes e também desenvolvendo trabalhos de prevenção. A coordenadora da ONG, Karolyne Fernandes da Silva, que trabalha na casa há quase 10 anos, comemora o Projeto Cineteca, dizendo que “é maravilhoso participar, super gratificante essa oportunidade de alegrar os internos, pois eles ficam ansiosos esperando as próximas sessões”.

Já para o diretor do Misp, Pedro Maurano, a satisfação com esse projeto é imensurável. “Contribuir com a ONG, disponibilizando arte, também para as pessoas em vulnerabilidade social, englobando produções nacionais, filmes de época e atuais, na medida que temos os direitos autorais de exibição. Este trabalho é um processo contínuo de oferecer uma tarde prazerosa, numa experiência como se fosse em um cinema no shopping center, que não é tão acessível a este grupo”, conclui Pedro.

O projeto Cineteca exibe filmes no anfiteatro Alceu Maynard Araújo, da Biblioteca Pública Municipal Ricardo Ferraz de Arruda Pinto, localizada na rua Saldanha Marinho, 333, Centro.
Próximas exibições serão divulgadas nas redes sociais da @bibliotecadepiracicaba e do @misp_piracicaba.  

Imprimir