Centro do Morador de Rua recebe 27 pessoas

Autor: Sabrina Rodrigues Bologna/Fotos: Veridiana Ricci

Vinte e sete pessoas em situação de rua, sendo 23 homens e quatro mulheres, já aderiam ao abrigamento no Centro de Acolhimento do Morador de Rua, localizado no Ginásio de Lutas do Jaraguá. O local, que passou a funcionar na segunda-feira, foi montado especialmente para que este público possa ficar isolado socialmente para colaborar no combate à pandemia do coronavírus (Covid-19).
Além de atendimento socioassistencial, feito pelas equipes da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) que estão se revezando no local, há atendimento odontológico e médico, feito pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Consultório na Rua, atividades esportivas e de lazer, que são promovidas pela Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras (Selam), além do trabalho de voluntários de diferentes igrejas do município e de organizações da sociedade civil, que já desempenhavam trabalho para estes usuários e se concentram no espaço para ajudar no funcionamento.
O professor Abílio Bortoleto , da equipe da Selam, que duas vezes ao dia realiza atividades esportivas e recreativas, comentou a importância do trabalho realizado. “Está sendo um momento difícil para todos, mas para essa população pode ser mais difícil ainda, por isso temos que atender com atenção e todo cuidado”, disse.
Para a acomodação das pessoas, há camas - respeitando o distanciamento necessário - e uma separação de espaços para homens e mulheres. Também são quatro refeições diárias. Livros e jogos estão disponibilizados para a população que aderiu ao espaço.

 Centro de Acolhimento do Morador de Rua fica no Ginásio de Lutas do Jaraguá

Imprimir