Mais de 40 pessoas foram atendidas no Centro de Triagem do Coronavírus

Autor: Comunicação/SAÚDE

Quarenta e quatro pessoas foram atendidas nesta terça-feira (01/04), até às 16h30, no primeiro dia de funcionamento do Centro de Triagem do Coronavírus localizado ao lado da UPA Piracicamirim – Rua Rio Grande do Norte, 135. A unidade foi escolhida para ser a porta de entrada exclusiva de pacientes com problemas respiratórios durante a pandemia da COVID-19. São 200 metros quadrados cobertos, com proteção lateral e piso adequado para o trabalho dos médicos e enfermeiras que estão na linha de frente.

“O atendimento foi bem tranquilo. As pessoas relatavam os sintomas, eram orientadas e, se houvesse a necessidade, medicadas. Apenas dois pacientes foram encaminhados para dentro da UPA e liberados em seguida, com quadros estável de saúde”, explicou Carlos Eduardo Tavares, coordenador das UPAs.

Os pacientes atendidos na unidade que funciona 24 horas são divididos basicamente em três níveis: os que apresentem sintomas leves de gripe são medicados e orientados sobre cuidados de higiene individual e domiciliar; os que apresentam síndrome gripal leve são encaminhados à Atenção Básica (CRAB, UBS e PSF) e acompanhados à distância, via telefone, e por fim, os que apresentam síndrome respiratória com sinais de alerta são avaliados e encaminhados para a UPA, onde são acompanhados por outra equipe, que avaliará os critérios de internação hospitalar nos hospitais de referência (Hospital Regional, Santa Casa e HFC).
De acordo com o secretário de Saúde, dr. Pedro Mello, o protocolo foi traçado em equipe, com a participação de coordenadores da Atenção Básica, do Centro de Vigilância em Saúde (Cevisa), da Urgência e Emergência e dos hospitais. “Tudo foi pensado tecnicamente para dar mais segurança à população neste momento, garantindo assim um atendimento qualificado”, disse Mello.

Ele afirmou também que o cenário nas próximas semanas poderá variar de acordo com o respeito ao isolamento sanitário definido. “As famílias devem se proteger, evitando qualquer tipo de aglomeração. O desrespeito à barreira sanitária estabelecida pelo Governo do Estado de São Paulo e pelo Governo Municipal poderá trazer consequências graves. Com a colaboração de todos, acredito que a travessia será com menores dificuldades”, enfatizou.

Centro de Triagem fica ao lado da UPA Piracicamirim
 

 

 


 

Imprimir