PAD passa a receber recursos do Ministério da Saúde para o Programa Melhor em Casa

Foi publicada nesta quinta-feira (03/10), no Diário Oficial da União (DOU 192), a habilitação das Equipes Multiprofissionais de Atenção Domiciliar (EMAD) e Equipe Multiprofissional de Apoio (EMAP), para a adequação no município do Programa Melhor em Casa, do Ministério da Saúde. Essas ações são desenvolvidas pelo Programa de Atenção Domiciliar (PAD), ligado à Secretaria Municipal de Saúde.

A conquista é resultado da visita de autoridades piracicabanas ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no mês de setembro. Participaram da reunião em Brasília, na ocasião, o prefeito de Piracicaba, Barjas Negri, o secretário de Saúde de Piracicaba, dr. Pedro Antonio de Mello, o presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, Gilmar Rotta, além do deputado federal Gilberto Nascimento e do deputado estadual Tenente Nascimento.

Será destinado ao Programa cerca de R$ 1,8 milhão anual, transferido em parcelas mensais regularmente do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Municipal de Saúde. Esse serviço em Piracicaba sempre foi bancado com recursos do próprio município. “Agora podemos contratar novos profissionais, ampliar a estrutura logística e qualificar ainda mais o trabalho que já vínhamos desenvolvendo. Será uma melhora gradativa para beneficiar toda a população”, disse o secretário de Saúde dr. Pedro Mello.

Para o prefeito Barjas Negri, esses recursos chegam em boa hora, vista a crise financeira que compromete cada dia mais o orçamento público local. Além disso, ele destacou a tendência natural de aumento da demanda por esses serviços decorrente do envelhecimento da população. “O envelhecimento populacional vai requerer mais e mais atenção aos idosos, em especial aos acamados, que podem ficar com a própria família, mas necessitam desse suporte de saúde por parte do SUS. O PAD tem prestado um excelente trabalho a esse público, que agora poderá ser aprimorado”.

PAD – O objetivo do PAD é atender pessoas que estão acamadas e impossibilitadas de acessar serviços como a fisioterapia. Com a sede própria, o número de atendimentos também deverá ser ampliado.

"Para que o programa possa aumentar os atendimentos em domicílio é sempre necessária a aquisição de mais veículos para comportar nossa equipe, além de materiais e insumos que serão utilizados durante os atendimentos", explicou Lúcia Helena de Campos Novello, coordenadora do PAD.

Atualmente, 81,47% dos usuários atendidos pelo PAD são idosos, sendo 30% com idade entre 80 a 89 anos e 15,75% com idade igual a superior a 90 anos. Para receber os serviços do PAD, o paciente precisa estar acamado, ter cuidador responsável e residir na região urbana de Piracicaba (com exceção dos bairros compreendidos pelas estratégias do Programa Saúde da Família). O PAD atende de segunda a domingo, das 7 às 19 horas, sendo que o cadastro é feito de segunda a sexta-feira, das 7 ao meio-dia.

O PAD fica na Avenida Piracicamirim, 3139 – Piracicamirim. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3402-1762.

Imprimir