Permissionários dos varejões municipais e feiras livres estão usando máscaras

Autor: João J. Souza/Fotos: Divulgação

Como mais uma medida para evitar o contágio pelo coronavírus, permissionários e auxiliares que trabalham nos 26 varejões e feiras livres municipais, administrados pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema), estão usando máscaras em seus atendimentos, seguindo orientação da secretaria.

As máscaras podem ser tanto as descartáveis quanto as de tecido. A orientação é para que os permissionários se atentem aos cuidados para o uso seguro do equipamento, levando em consideração a validade e o descarte.

Uso de máscaras é mais uma das medidas contra o coronavírus nos varejões

De acordo com os decretos estaduais e municipais no que se refere às medidas de prevenção e combate ao coronavírus, estes locais continuam funcionando, uma vez que o abastecimento alimentar é considerado serviço essencial à população.
Essa medida do uso da máscara se junta as outras ações preventivas ao novo coronavírus, que já estão vigorando nesses equipamentos de abastecimento. Entre as já implantadas pela Sema, estão cartazes informativos orientando a população a permanecer o menor tempo possível nestes espaços, manusear somente os produtos que forem levar para suas casas e os corredores estão mais largos para evitar aglomeração. Os clientes também poderão fazer seus pedidos com antecedência, por telefone, e ir no local somente para retirar a mercadoria.
Em relação aos permissionários, eles estão orientados em relação às boas práticas de manipulação de alimentos, seguindo normas da Vigilância Sanitária e a embalagem de produtos.
O secretário da Sema, Camilo Barioni, ressalta que todos os produtos comercializados permanecem com o mesmo padrão de qualidade e com preços abaixo do mercado.

Permissionários podem usar máscaras descartáveis ou de tecido

Imprimir