Piracicaba

.: Projeto transforma áreas públicas em hortas comunitárias

Data: 20/07/2018

Autor: Texto: Eleni Destro Foto: Felipe Ferreira

Alface, rúcula, milho, repolho, abóbora, maracujá. Essas verduras, legumes e frutas são apenas alguns dos alimentos que, em breve, serão colhidos em horta comunitária no Jardim Gilda, que acaba de ter sua estrutura concluída pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema). O projeto foi idealizado pelo prefeito Barjas Negri e tem como objetivo evitar que áreas públicas sejam invadidas ou sejam alvo de descarte irregular de lixo, além de gerar renda para famílias carentes.

Em sentido horário, Lucas Ruiz Sena de Almeida, Frank Leonardo Ramos e Marcelo Barbosa Oliveira

De acordo com Barjas Negri, a ação será replicada em outras áreas da cidade. “Essa é uma forma de se evitar invasões de áreas públicas e de evitar que elas se tornem depósito irregular de lixo e entulho e, principalmente, fazer com que sejam local para produção de alimentos para geração de renda de famílias que necessitam”, reforça o prefeito.

O terreno no Gilda, de aproximadamente 7.000 metros quadrados, na rua Luiz Antônio de Moraes, é formado por cascalho e teve de ser preparado para se tornar uma área fértil. De acordo com Waldemar Gimenez, secretário da Sema, ele foi nivelado e recebeu cerca de 1.400 metros cúbicos de terra roxa (100 caminhões, aproximadamente), própria para plantio, esparramados por um trator de esteira da Sema. “Utilizando um trator agrícola com uma encanteiradora fizemos 18 canteiros, aproximadamente 500 metros, com larguras fixas. Fizemos os canteiros e cerca na frente, com a ajuda da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), que forneceu o arame. Agora a área está pronta para o plantio”, informou Gimenez.

Sema executou 18 canteiros com larguras fixas; terra roxa, boa para o plantio, foi colocada na área

UNIÃO – A horta no Gilda ficará sob responsabilidade da Associação Beneficente Fazer o Bem, que fica no bairro Mário Dedini, com orientação da Sema e Sedema. Vai beneficiar a comunidade dos dois bairros e ainda do Bosques do Lenheiro. Serão cerca de 30 famílias, segundo Marcelo Barbosa Oliveira, presidente da Fazer o Bem. “Por ser um terreno grande, temos cadastradas pessoas do Bosques, do Gilda e do Mário Dedini para cultivar essa horta. A ideia é doar os alimentos para as escolas municipais e estaduais dos bairros e também vender para geração de renda para as famílias”, informa ele, que também trabalha na terra. A comercialização poderá ser feita em box de varejão municipal.

De acordo com Oliveira, os trabalhos já começaram. Já foram plantados no local mais de 300 pés de milho. A horta vai contar, ainda, com o cultivo de pés de abóbora, feijão, chuchu e de frutíferas, como maracujá. Entre as folhosas, estarão incluídos alface, rúcula, couve e repolho, entre outras.

Obra de alvenaria servirá para guardar os equipamentos usados no plantio da horta

Voluntário do projeto, Lucas Ruiz Sena de Almeida, 22, morador do Bosques do Lenheiro, colabora com a iniciativa emprestando sua experiência no trato da terra. Atualmente desempregado, ele ocupa seu tempo livre preparando o solo e plantando as sementes. "Morei na roça boa parte da minha vida, por isso tenho alguma noção de como cultivar uma horta. Me interessei pelo projeto por enxergar uma oportunidade de ajudar as famílias e também de levar para casa alguns alimentos. Gosto bastante da equipe, principalmente porque todos que estão aqui estão unidos com o mesmo objetivo", disse.

Também colabora com a horta Frank Leonardo Ramos, 36, que reside na Vila Industrial e está desempregado. Além de participar de outras iniciativas sociais na região onde mora, ele também está engajado no projeto da horta no Jardim Gilda, onde executa pequenas obras em alvenaria no entorno do grande canteiro. "Ajudo o pessoal que está fazendo o fogão a lenha e o quartinho que futuramente servirá como depósito de ferramentas. Mas também gosto de trabalhar com a terra e não vejo a hora disso aqui estar tudo verdinho, coberto pelas verduras e hortaliças", contou Ramos.

X

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente






X

Enviar e-mail para amigo!

O link da notícia será enviado automaticamente






Logo comemorativo Plano diretor Desenvolvimento Rural Sustentável Multas - Consulta e Parcelamento Racismo é Crime Resultados de Exames Editais Cultura
Ficar informado sobre Pira ficou ainda mais fácil
Webmail
Contato Prefeitura: Tel. (19) 3403-1000
Rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2233 - Chácara Nazareth - Piracicaba/SP
2020 - Todos os direitos reservados | Prefeitura de Piracicaba
Desenvolvimento Imagenet