Piracicaba

.: Saúde desenvolve atividade em referência ao Dia Mundial do Diabetes

Data: 13/11/2017

Autor: Secretaria Municipal de Saúde

Em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Clínica de Atenção às Doenças Metabólicas (CADME), realizará nesta terça-feira, 14, um evento para orientar a população. Em parceria com a Coordenadoria em Programas de Alimentação e Nutrição (CPAN) e a rede Drogal, a CADME contará com duas tendas para aferição de glicemia capilar, pressão arterial, orientações sobre alimentação saudável e o diabetes (prevenção, sintomas e tratamento). As ações ocorrerão no andar térreo do Centro Cívico, das 8h30h às 12h.

O dia 14 de novembro foi instituído como Dia Mundial do Diabetes em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF), em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em resposta às preocupações sobre os crescentes números de diagnósticos no mundo. Atualmente, essa doença atinge 16 milhões de brasileiros e, só na última década, teve um aumento em mais de 60%.

Para a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), a porcentagem de diabéticos em uma população é de aproximadamente 7%. No caso de Piracicaba, com 400 mil habitantes, teríamos 28 mil pacientes, pela SBD. Os dados sobre os casos de diabetes em Piracicaba não são completos, porque temos apenas informações da Rede Pública, via Atenção Básica, que é de cerca de 12 mil pacientes diagnosticados com a doença.

O diabetes é uma doença crônica metabólica, que se caracteriza por aumento de açúcar no sangue, o qual pode ser provocado pela falta do hormônio insulina ou por sua produção inadequada ou ainda, pela dificuldade desse hormônio agir, devido, principalmente, ao excesso de peso. Portanto, é importante salientar que, apesar da sua ligação com o açúcar, a principal causa da doença é a obesidade.

Os principais sintomas da doença são fome excessiva, muita sede, vontade de urinar diversas vezes e em grande quantidade, perda de peso inexplicada, fraqueza, cansaço, desânimo, visão embaçada, dor e formigamento nas pernas e pés, dificuldade de cicatrização e Infecções frequentes.

Muitos diabéticos apresentam outros fatores da Síndrome Metabólica (SM), aumentando as chances de complicações. A SM é definida quando o indivíduo apresenta três ou mais dos seguintes fatores:

· Glicemia elevada - maior que 100mg/dl;

· Grande quantidade de gordura abdominal - homens com circunferência abdominal maior que 102cm e mulheres com circunferência abdominal maior que 88cm;

· Baixo nível de HDL ("bom colesterol") – homens com HDL menor que 40mg/dl e mulheres com HDL menor que 50mg/dl;

· Triglicerídeos elevados – maior que 150mg/dl;

· Hipertensão arterial ("pressão alta") – maior que 135/85 mmHg

Nesse contexto, o município de Piracicaba conta hoje com a CADME como referência para pacientes diabéticos que apresentam maior dificuldade de tratamento, como: pacientes com diabetes tipo I; pacientes com diabetes tipo II em uso de insulina, com grande dificuldade de controle glicêmico; pacientes com diabetes na gestação; complicações microvasculares associadas à patologia (insuficiência renal, retinopatia grave ou neuropatia de difícil tratamento); pacientes com dislipidemias graves e de difícil tratamento, associadas à diabetes.

Os pacientes são encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF), quando necessitam de um acompanhamento especializado. Na CADME esses pacientes fazem acompanhamento com médico endocrinologista, nutricionista, psicóloga e equipe de enfermagem. Além disso, há também o ambulatório de úlceras e feridas crônicas, que também atende os usuários encaminhados pelas unidades de saúde de referência.

Vale lembrar que, apesar de ser uma doença cercada de mitos, o portador de diabetes pode levar uma vida ativa e saudável, desde que haja o gerenciamento adequado da glicemia, por meio de tratamento medicamentoso, alimentação adequada e prática de atividade física. Contudo, se não houver acompanhamento, as altas taxas de glicose no sangue podem favorecer algumas complicações, como dificuldades visuais, infarto, acidente vascular cerebral, perda de sensibilidade em membros inferiores (favorecendo o surgimento de feridas e amputações), insuficiência renal, entre outros.

Orientações ao portador de diabetes:

· Realize o acompanhamento médico corretamente, tomando as medicações nas doses e horários indicados pelo médico, independente de apresentar ou não sintomas da doença naquele momento. Faça exames regularmente;

· Mantenha seu peso dentro dos limites saudáveis;
· Não seja sedentário. Faça 30 minutos de atividade física, pelo menos 5 vezes na semana, de acordo com orientações de um educador físico e/ou médico;
· Não fique mais de 04 horas sem se alimentar, assim você evitará a queda no nível de açúcar no sangue (hipoglicemia) e a fome excessiva.Faça as 03 principais refeições de maneira equilibrada (café da manhã, almoço e jantar), incluindo um lanche saudável (como fruta ou leite) entre essas refeições;

· Açúcar e doces descontrolam o diabetes. Não abuse dos carboidratos em geral (arroz, batata, farinhas, pão, macarrão, mandioca, inhame). Evite o consumo de refrigerantes e de suco artificial (pó), mesmo que seja diet;

· Evite alimentos gordurosos e com muito sal/sódio, álcool e fumo;

· Consuma regularmente alimentos ricos em fibra (aveia, linhaça, cereais integrais, farelo de trigo, pó da casca do maracujá, verduras, legumes, feijões);

· Frutas são saudáveis, porém não podem ser consumidas à vontade, pois contêm frutose, que se transforma em açúcar no sangue. O ideal é consumir 03 frutas ao longo do dia, sendo uma por vez.


Medicamentos para diabetes fornecidos gratuitamente pelas farmácias municipais:

Metformina

Glibenclamida

Glimepirida

Além de 2 tipos de insulinas

É possível conseguir esses mesmos medicamentos gratuitamente via Farmácias Populares. O cadastramento do usuário, nesse caso, é feito nas farmácias particulares conveniadas ao Ministério da Saúde.

A Metformina é o segundo medicamento mais dispensado nas farmácias municipais, ficando atrás apenas da Losartana, para hipertensão. Em terceiro lugar vem o protetor gástrico Ramitidina

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

X

Reportar erro!

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente





10 + 6

X

Enviar e-mail para amigo!

O link da notícia será enviado automaticamente





10 + 6

Logo comemorativo Racismo é Crime Resultados de Exames
Campanha Sinal Aberto pra vida
Webmail
Contato Prefeitura: Tel. (19) 3403-1000
Rua Capitão Antônio Corrêa Barbosa, 2233 - Chácara Nazareth - Piracicaba/SP
2017 - Todos os direitos reservados | Prefeitura de Piracicaba
Desenvolvimento Imagenet